Skip to content
Menu

Como a empatia nos ajuda nas vendas

Há toda uma ciência social por trás das vendas. Um comercial ou vendedor, para além de uma boa figura e uma forma expressiva adequada, tem de ter outros fatores ou adquiri-los com o tempo.  Todos estes fatores ajudam a realizar as vendas, que é o objetivo de qualquer comercial/vendedor.

Um dos fatores mais importantes depois da figura e do bem falar, é a empatia!

Esta, por sua vez, implica a capacidade de nos posicionarmos no lugar do outro para compreendermos a sua realidade interna, independentemente da pessoa em questão, de estarmos ou não de acordo com ela ou de simpatizamos ou não com ela. A empatia genuína está ao serviço da comunhão emocional, da aceitação e do respeito pelo outro e pela sua realidade, o que implica uma atitude de não julgamento e de despojamento de preconceitos do próprio.

Pratique empatia em cada relação de comunicação. Seja capaz de ouvir, acreditar e aprofundar sem procurar pelas falhas. Substitua o julgamento, pela ajuda em indicar caminhos possíveis a seguir. E, se não tiver disponibilidade para uma escuta atenta, no momento, diga que não pode, mas volte ao contacto assim que conseguir dedicar tempo e atenção. Considere os detalhes, com poucas questões, pois ser empático não é concordar, mas compreender. Ouça com atenção e tente ajudar. Trate bem as pessoas, seja qual for o problema, ele passa mas as relações ficam.

Ou seja, saber se colocar no lugar do outro é um fator importante para um bom comercial/vendedor, porque vamos conseguir chegar de uma forma mais sábia ao cliente e vamos criar a confiança que o cliente precisa para realizar a sua compra.

Ser sensível ao ponto de perceber os outros é uma skill que nem todos têm, e se assim for não se aventura no mundo das vendas porque não vai ser bem sucedido. O cliente é sensível aos nossos gestos e emoções e por isso pode perder muitos clientes por causa da sua falta de empatia pelo outro.

Qualquer relação deve ser iniciada com a criação de empatia, para tal, devemos identificarmo-nos com o outro, sentindo, desejando, aprendendo, tal como ele sente, deseja e aprende.

As melhores relações comerciais existem quando o primeiro passo – a empatia, existe, quando existe a real preocupação de ajudar.

Seja empático! Seja muito para além de simpático.

Ana Roque