Skip to content
Menu

Rede Social Instagram bloqueada na Rússia

Depois de bloquearem o Facebook e o Twitter, as autoridades russas decidiram bloquear também o acesso à rede social Instagram, pois o governo acusou a Meta, empresa mãe destas três redes sociais, de espalhar apelos à violência contra os russos devido à invasão da Ucrânia. De acordo com a agência de notícias France-Presse, não é possível atualizar a aplicação do Instagram para telemóveis, nem aceder à página da rede social na Internet.

Roskomnadzor, regulador russo de telecomunicações, já tinha ameaçado restringir o acesso ao Instagram na Rússia, após a Meta ter anunciado que iria permitir, a utilizadores da rede social em alguns países, a publicação de apelos à violência contra o Presidente Russo, Vladimir Putin, e contra soldados russos.

No dia 1 de março, a Meta anunciou que ia restringir o acesso aos ‘media’ russos RT [antigo Russia Today] e Sputnik na Europa, controlados pelo Estado, pela preocupação de estarem a divulgar desinformação no Facebook e no Instagram.

A organização não-governamental (ONG) internacional de defesa dos direitos humanos Human Rights Watch (HRW) avisou que a decisão de vários grupos tecnológicos ocidentais de restringir o acesso a redes sociais na Rússia poderá “exacerbar o risco de isolamento dos residentes do país”, pois “Milhares de russos dependem da Internet para obter informações sobre assuntos atuais e para comunicar com o mundo exterior, numa altura de censura governamental sem precedentes”, sublinhou, em comunicado, o diretor da HRW para a Europa e Ásia Central, Hugh Williamson.

Esta medida irá afastar da rede social norte-americana mais de 80 milhões de utilizadores russos.

Mariana Araújo